quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Como fazer uma mulher muuuuito feliz!

A história começa assim...

No mais alto pico do Tibet vive o mais sábio homem do mundo.
Certa vez um rapaz foi à sua procura e perguntou-lhe:
- Mestre dos mestres! Qual o caminho mais curto e seguro para o coração de uma mulher?
O mestre respondeu-lhe:
- Não há caminho seguro para o coração de uma mulher, filho. Só trilhas à beira de penhascos e caminhos sem mapas, cheios de pedras e serpentes venenosas..
- Mas, então, mestre... O que devo fazer para conquistar o coração da minha amada?
Então lhe disse o grande guru:
- Fazer uma mulher feliz é fácil:

- Não cuspa no chão;

- Não coce o saco na frente dela;

- Não arrote alto. Aliás, não arrote;

- Dê flores e muitos.. Muitos presentes;

- Corte e limpe as unhas.. Não coma as unhas;

- Não peide sob o cobertor. Aliás, não peide.

- Levante a tampa do vaso antes de mijar.

- Deixe ela ter ciúme de você, ela pode;

- Use desodorante (que preste);

- Dê descarga depois de sair da privada;

- Não fale palavrão;

- Não seja engraçadinho com os outros;

- Não fale mal da mãe dela. Aliás, ame a mãe dela;

- Não tenha ciúme dela;

- Não fique barrigudo. Aliás, não engorde;

- Não demore no banho;

- Não chegue tarde em casa.

- Saia para trabalhar e volte correndo;

- Não beba até tarde com amigos. Aliás, não tenha amigos;

- Não seja pão-duro. Use pelo menos 2 cartões de crédito;

- Não diga que mulher não sabe dirigir;

- Não olhe para outras mulheres... Aliás, não existem outras mulheres;

- Aprenda a cozinhar;

- Diga 'eu te amo' pelo menos 05 vezes por dia;

- Lave a louça;

- Ligue para ela, de qualquer lugar;

- Deixe ela conversar durante horas ao telefone;

- Não ronque;

- Não seja fanático por futebol;

- Faça a barba todos os dias para não arranhá- la;

- Nunca reclame de nada;

- Repare quando ela cortar o cabelo, mesmo que seja apenas as pontinhas, e diga sempre que ficou lindo...

Infelizmente, o cumprimento de todas estas instruções não garante 100% a felicidade dela, porque poderia sentir-se presa a uma vida de sufocante perfeição e fugir com o primeiro traste 'gozador da vida' que encontre.

- E o mais importante, meu rapaz... Espere... Volte aqui...

- NÃO... NÃO PULE... NÃO SE MATEEEEEEEEEEEEE!!!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Lógica portuguesa

O Manoel vai passando em frente a uma livraria e vê um amigo saindo com um livro debaixo do braço.
- Que livro é esse? - ele pergunta, curioso.
- Um livro sobre lógica.
- Lógica?! O que é isso?!
- Eu vou te dar um exemplo. Você tem aquário em casa?
- Tenho!
- Então, se você tem aquário em casa, logicamente tem água dentro!
- É, tem sim!
- Se você tem aquário e ele tem água, logicamente tem um peixe dentro!
- Acertou de novo!
- Se você tem um aquário com água e peixes, é provável que você tenha uma ou mais crianças em casa.
- Sim, tenho dois filhos!
- Se você tem filhos, logicamente, você não é gay! Entendeu, Manoel?
- Entendi! Que legal! - E fica tão entusiasmado que acaba comprando um exemplar também.No caminho encontra um outro amigo que lhe pergunta:
- Que livro é esse, Manoel?
- É um livro sobre lógica!
- Lógica?! O que é isso?
- Eu vou te dar um exemplo: você tem aquário em casa?
- Não!
- Então, logicamente, você é um viado!

Fonte: Copia Meu Filho, que por sua vez copiou do O Último

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Momento Ohhhhhh

Verdadeiro olhar de tristeza




Verdadeiro olhar de desculpas

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Bonita ou gostosa?

Uma maluca cisma que o cara está olhando pra ela, e faz ele responder se acha ela bonita ou gostosa. Diante da resposta, a mulher monta um drama. Muito legal! Parece que é parte de um filme.

Valentine's Day

Pra variar, estou atrasada (ou adiantada, depende do ponto de vista) para as comemorações de alguma data. Trata-se do Valentine's Day (dia dos namorados, sua anta), festejado no último dia 14. Em homenagem a tão sublime dia, vou postar um vídeo super romântico (numa versão nada convencional de romantismo) que achei no youtube:


Pensamento do dia

Evite a vida sedentária... beba água.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Na calada da noite...

O cara pega uma tremenda gripe, fica completamente afônico e resolve procurar um médico no meio da noite. Ao bater na porta, a esposa do médico vai atender.
- Seu marido está? - pergunta ele sussurando.
- Não, pode entrar! - responde ela, sussurrando também.

Pedido ao vovô

Onze horas da noite. Jaiminho e Aninha, de cinco e seis anos, chegam pro avô e falam:
- Vô... Bate o pé com força no chão!
- Não... É tarde e faz barulho.
- Ah, vai, vô... Só um pouco... Bate!
- Já falei que não, é muito tarde.
- Ah, bate uma vez só!
- Tum! Tum! - o velhinho bate os pés no chão.
- Obrigado, vovô! - gritam as crianças, felizes da vida.
- Mas por qeu vocês me pediram pra fazer isso, crianças?
- É que escutamos o papai falar que quando o senhor bater as botas a gente vai poder ir pra Disney!

sábado, 23 de fevereiro de 2008

Essa semana estive em Unaí, cidade do interior de Minas Gerais, e fiquei admirada com o nome "especial" de uma escola de lá:



Na verdade não vi a escola ao vivo (nem queria). Quando soube da sua existencia, já tinha saído da cidade. Mas é verdade!

Visitando o site da prefeitura (confirme aqui), descobri que a família Brochado é bem famosa por lá:

Rua Domingos Pinto Brochado, Rua Ursulino Brochado, Rua Joaquim Brochado.

Agora convenhamos. O mais sem sorte foi o coitado do Domingos, hein?

E fica a pergunta no ar:

Você deixaria seu filho estudar nessa escola?

PS: a imagem eu achei na net.

É preciso acreditar

Um casal encontra um "Poço dos Desejos". O homem inclina-se sobre o muro e atira uma moeda. A mulher decide fazer o mesmo, mas inclina-se demais e cai dentro do poço. O homem fica espantado e depois de um rasgado sorriso:
- E não é que funciona?

Fonte: O Último

Update: O parceiro Clico e Puff me passou o meme da lista de links, que eu já tinha respondido uns dias atrás. Confira aqui (destaque para o localizador de namorado, do Copi-Cola).

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Diferença

Você sabe qual a diferença entre um isqueiro e a bunda ?
- Não.
- Se você não sabe, cuidado, pois quando alguém te pedir o isqueiro, você pode dar a bunda...

Fonte: Copia Meu Filho (por falar nisso, já deu uma passadinha por lá hoje?)

Escavando o jardim

Um velhinho solitário queria cavar seu jardim, mas era um trabalho muito pesado. Seu único filho, que normalmente o ajudava, estava na prisão.
O velho então escreveu a seguinte carta ao filho, falando de seu problema:

"Querido filho,
Estou triste porque, ao que parece, não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo porque sua mãe sempre adorava a época do plantio depois do inverno. Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar com o jardim, pois está na prisão .
Com amor, papai"

Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama:

"PELO AMOR DE DEUS, papai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos!"

Às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar nenhum corpo. Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.

Esta foi a resposta:

"Pode plantar seu jardim agora, pai. Isso é o máximo que eu posso fazer no momento."

Surfista mineiro



O melhor foi o comentário de um cara no Youtube: "Essa de usar a prancha tá fora de moda. A moda agora é usar o pescoço."

Agora o título foi cruel. Pura mentira da oposição!

A fonte é... Ah, vocês viram no vídeo.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Complicações idiomáticas

É verdade matemática...Que ninguém podi negá...Que essa história de gramática...Só serve pra atrapaiá!

Inda vem língua estrangera...Ajudá a compricá...Meió nóis cabá cum isso...Pra todos podê falá!

Na Ingraterra ouví dizê...Que um pé de sapato é xu...Desde logo já se vê...Dois pé de sapato é xuxu!

Xuxu pra nois é legume...É verdade e não boato...O ingrês que lá se arrume...Mas nóis num come sapato!

Ná Itália ouví dizê...Eu não sei porque razão...Que manteiga lá é burro...Lá se passa burro no pão!

Desse jeito pra mim chega...Sarve o povo do sertão...Onde manteiga é manteiga...Nóis num come burro não!

Na América corpo é bódi...Veja que bódi vai dá...Conhecí uma americana...Doida pro bódi entregá!

Fiquei meio atrapaiado...E disse pra me escapá...Oia moça eu não sou cabra...Chega seu bódi pra lá!

No Chile cueca é dança...Pra se dançá e bailá...Lá se dança e baila cueca...Até a noite acabá!

Mas se um dia um chileno...Vié pro Brasil dançá...Tente mostrá a cueca...Pra vê onde vai pará!

Uma gravata esquisita...Um certo francês me deu...Perguntei onde se bota...Acho que num entendeu!


Me danei com a resposta...Isso é coisa eu que não faço...Seu francês mal educado...Mete a gravata no seu...( Piiiiiiiiiii )

Autor Desconhecido

Update da Gi:

A Roberta, do Ôô Trem doido sô já tinha postado esse texto:

Esse trem é uma letra de música muito antiga de uma dupla chamada Alvarenga e Ranchinho e se chama Moda das Líguas.
* Gravata é trem de pindurá no pescoço. Pescoço em Francês é Cou, mas se lê cu mêss.

Imagens

Imagens engraçadas (eu achei, e ninguém tem nada com isso). Clique para ampliar.















Fonte: The Fail Blog

Escuro aqui, não?

Uma dona de casa recebe o amante toda tarde em sua casa, enquanto o marido trabalha. Durante suas safadezas, ela deixa o filhinho de nove anos trancado no armário do quarto. Certo dia o marido chegou em casa e o amante ainda estava lá. Então ela trancou o amante no armário junto com o filho. Eles ficaram lá um tempo, até que o menino falou:
- Escuro aqui, não?
- É, está.
- Eu tenho um skate...
- Que legal!
- Quer comprar?
- Não!
- Meu pai está lá fora.
- Quanto você quer pelo skate?
- Cem reais!
- Toma!
Uma semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está na casa. O menino está no armário. O amante vai para o armário. Eles ficam lá em silêncio até que o menino fala:
- Escuro aqui, não?
- É, está.
- Eu tenho um par de patins...
- Que bom.
- Quer comprar?
O homem, lembrando da outra semana:
- Claro, quanto é?
- Duzentos reais!
- Aqui está!
No fim de semana o pai chama o filho:
- Pega seu skate e os patins, que vou te levar pro parque!
- Não dá, pai. Eu vendi tudo.
- Vendeu? Por quanto?
- Trezentos paus!
- Filho! Você não pode ficar enganando os outros assim. Foi muita grana! Vou levá-lo agora ao padre para que você se confesse.
Chegando à igreja, o menino entra pela portinha, se ajoelha e fecha a portinha. Uma janelinha se abre e o padre fala:
- Meu filho, não temas a Deus, diga e Ele te perdoará. Qual é o seu pecado?
- Escuro aqui, não?
- Ai! Não! Vai começar com essa m*rda de novo?!

Papo de velhinhas

Duas velhinhas se encontram no supermercado duma cidade do interior. Fazia muito tempo que não se viam. Depois de se perguntarem pelas respectivas saúdes, uma delas pergunta:
- E seu marido, como vai?
A outra responde:
- Ah... O Alfredo? Pois é... Morreu semana passada. Foi pra horta que temos lá no quintal pegar um pé de alface pra fazer uma salado pro almoço. Quando se abaixou, teve um ataque cardíaco fulminante.
A primeira tenta consolar a amiga:
- Oh... Sinto muito, querida... O que você fez então?
- Ah... Abri uma lata de ervilhas pra salada!

No internato

Estou meio sem tempo, e talvez demore um pouco pra responder aos comentários e pedidos de parceria. Mas vou responder. Tardo, mas não falho! Hehehehe

Uma piadinha pra alegrar o ambiente:

Num internato só de moçoilas, a madre superiora anuncia na hora do almoço:
- Hoje teremos bananas de sobremesa.
E todas as internas gritaram:
- Ooooooooooobbbbbbbbaaaaaaaaaaaaaaaaa!
E a freira acrescenta:
- Em rodelas!
E todas as internas suspiram:
- Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Te Adoro!

Pessoas que nos deixam realizados, merecem ser homenageadas...

Gi, você é mais do que especial para mim.

Te Adoro!

Ass: Pedro Henrique

Quando te vi...


O amor estava aqui
Mas eu nunca saberia
Do que um dia se revelou
Quando te vi...


Ass: Pedro Henrique

Aviso

Viva o carnaval...

Vamos ver a escola de samba do ano que passou. Vejam a porta-bandeira vermelha com a estrela do PT. E atrás vem a estátua do Lula com as duas alas do governo nas mãos.

Os neoliberais subindo os juros, os radicais apedrejando, seguidos pelos foliões do MST invadindo as arquibancadas com foices.

A ala da Fome Zero: magros dançando com a ala dos obesos. Gordos e gordas batucando nas barrigas.

E aquilo? São urubus? Não. É a ala dos juízes, de preto, em cima de uma pirâmide de processo até o céu. E atrás deles, felicíssimos, a ala dos corruptos, nus de colarinho branco.

A mais animada é ala da irresponsabilidade fiscal com centenas de prefeitos rebolando com vereadores jogando dinheiro para o alto. E o povo aplaude a ala das bobagens, destacando o grande bigode do Greenhalgh e o avião do lula.

Mas a grande expectativa é a alegoria da solução. Mas o alto-falante informa que o carro quebrou. Senhores da avenida, não veremos a solução.

Autor: Arnaldo Jabor

(( Esse Texto foi escrito em 2005, e até hoje faz sentido ))

Amigo de verdade

Pra você que está cansado de todos aqueles poemas chatos sobre amizade, que quase sempre são pura mentira, aqui está um texto sobre amigos que realmente expressa a amizade verdadeira:

Quando você estiver triste... Eu vou te ajudar a planejar uma vingança contra o filho da p*ta que te deixou assim.

Quando você me olhar com desespero... Eu vou enfiar o dedo na sua goela e te fazer por pra fora o que estiver te engasgando.

Quando você sorrir... Eu vou saber que você deu uns pega em alguém ou em alguma coisa.

Quando você estiver confuso.... Eu vou explicar pra você com palavras bem simples porque eu sei o quanto você é burro.

Quando você cair... Eu vou apontar pra você e me mijar de rir.

Quando você estiver doente...Fique bem longe de mim até se curar. Eu é que não quero pegar o que quer que você tenha.

Quando você sentir medo...Eu vou te chamar de viadinho e tirar uma da sua cara sempre que tiver chance.

Você me pergunta, "por quê?" Porque você é meu amigo, cara!!! E agora, vá se f*der e me deixa em paz!!!!!

Não tem preço

Acordei com a mãe de todas as ressacas, virei-me e, ao lado da cama, havia um copo de água e duas aspirinas. Olhei em volta e vi minha roupa passada e pendurada. O quarto estava em perfeita ordem. Havia um bilhete de minha mulher: "Querido, deixei seu café pronto na copa. Fui ao supermercado. Beijos."

Desci e encontrei um lauto café esperando por mim. Perguntei à minha filha: O que aconteceu ontem? - Bem, pai, você chegou às 3 da madrugada, completamente bêbado, vomitou no tapete da sala, quebrou móveis, mijou no guarda-roupa e machucou o olho ao bater na porta do quarto. E por que está tudo arrumado, café preparado, roupa passada, aspirinas para a ressaca e um bilhete amoroso da sua mãe? - Bem, é que mamãe o arrastou até a cama e, quando ela estava tirando a sua calça, você disse "NÃO FAÇA ISSO, MOÇA, EU SOU CASADO!!!!
Conclusões:
Uma ressaca - 70,00 reais (+ ou -)
Móveis destruídos - 1.200,00 reais
Café da manhã - 15,00 reais
Dizer a frase certa no momento certo - não tem preço.

Amar bonito

Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
Aprendam a fazer bonito seu amor.
Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender...
Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo: bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva.
Mas esbarram na dificuldade de se tornar bonitos.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.
Aí, esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais, de repente se percebem ameaçados e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram, exigem, rotinizam,descuidam, reclamam, deixam de compreender, necessitam mais do que oferecem, precisam mais do que atendem, enchem-se de razões. Sim, de razões.
Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão.
Nem queira!!!
Ter razão é um perigo: em geral, enfeia um amor,
pois é invocado com justiça, mas na hora errada.
Amar bonito é saber a hora de ter razão.
Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro a maior beleza possível?
Talvez não.
Cheio ou cheia de razões, você separa do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre e, sofrendo, deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual, irmão, criança.
E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.
Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.
Recomenda-se: encabulamentos, ser pego em flagrante gostando, não se cansar de olhar e olhar, não atrapalhar a convivência com teorizações, adiar sempre se possível com beijos 'aquela conversa importante que precisamos ter', arquivar, se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
Para quem ama, toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda a atenção possível. Quem ama bonito não gasta tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança de nariz encostado na vitrine cheia de brinquedos dos nossos sonhos);
não teorize sobre o amor, ame.
Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.
Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como:
a sinceridade, abrir o coração, contar a verdade do tamanho do amor que sente;
não dar certo e depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito).
Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabiamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.
Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs.
Falando besteiras, mas criando sempre.
Gaguejando flores.
Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.
Revivendo os caminhos que intuiu em criança.
Sem medo de dizer eu quero, eu estou com vontade.
Deixe o seu amor ser a mais verdadeira expressão de tudo que você é.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições.
Cuide agora da forma do amor:
Cuide da voz.
Cuide da fala.
Cuide do cuidado.
Cuide de você.
Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim poder começar a tentar fazer o outro feliz.

Artur da Távola

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Dar não é fazer amor

Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete.
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar....
Sem querer apresentar pra mãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto.
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem
esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para os mais desavisados, talvez anos.

Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar
o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:
"Que que cê acha amor?".
É não ter companhia garantida para viajar.
É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho...
É não ter alguém para ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.

Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar

Experimente ser amado...


Autoria informada: Luís Fernando Veríssimo

Parece até piada...

O Sr Presidente Lula chegou no Buffet onde seria homenageado por um empresário, porém, ao chegar, lhe foi pedido o convite.
Lula falou:- Companheiro, eu esqueci o convite!!!
O Segurança:- Então me mostre um documento que eu confiro na lista de convidados!
Lula:- Mas eu também não trousse a carteira!!!
Segurança:- Então o Senhor não poderá entrar.
Lula:- Mas Companheiro eu sou o Presidente!!!
Segurança:- Muitos imitam a voz do Lula e deixam Barba.
Lula:- Como que eu posso te provar que sou o Lula?
Segurança:- O Pelé esteve aqui, na mesma situação, pegou uma Bola e deu um verdadeiro Show, então foi liberado. O Felipe Massa, também na mesma situação, pegou o seu carro e deu outro Show e foi também liberado.
Lula:- Mas companheiro eu num sei fazer nada!!!
Segurança:- Então pode entrar Senhor Presidente!!!!!


Que País é esse, hein?
Abraço a Todos!



.

Ôô Trem Doido Sô

Eita! Mais blog danado de bão aparecendo na net: Ôô Trem Doido Sô. Como ando sem criatividade, vou aproveitar pra copiar um post de lá.

O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss

O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse

Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê...

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou counter strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita? (soh por Deus)
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...

A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...

... De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças

Quem me passou isso, diz que é do Verissimo.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Papagaio de casa de massagem

Uma senhora, sentindo-se sozinha, resolve comprar um animal de estimação para fazer-lhe companhia. Vai até a loja de animais e se encanta com um papagaio. Depois de acertado o preço, o vendedor previne:

- Olha, tenho que adverti-la que este papagaio pertencia à dona de um bordel, e de vez em quando ele tem um linguajar bem vulgar. A mulher pensa um pouco, mas decide comprá-lo mesmo assim.

Chegando em casa, o papagaio olha ao redor e diz:

- Casa nova, dona nova. Bom, bom.

A mulher acha divertido. Algum tempo depois, chegam as duas filhas adolescentes. O papagaio diz:

- Casa nova, dona nova, meninas novas. Bom, bom.

Inicialmente ofendidas, as garotas acabam dando risada do papagaio.

Mais tarde, chega o marido. O papagaio diz:

- Casa nova, dona nova, meninas novas. Cliente velho! Juvenal, você por aqui?

Novo colaborador

Vocês devem ter reparado que o ritmo de postagens diminuiu um pouco. Mas agora o Um Cadim di Tudu conta com um novo colaborador (foi ele, inclusive, que fez o último post): Pedro Henrique, o MEU amor. Hehehehe

sábado, 16 de fevereiro de 2008

LÓGICA DA FREIRA




Duas freiras saíram do convento para vender biscoitos.
Uma é a Irmã Maria e a outra é a Irmã Léia.

Irmã Maria: Está ficando escuro e nós ainda estamos longe do convento !!!
Irmã Léia : Você reparou que um homem está nos seguindo há uma meia hora?
Irmã Maria: Sim, o que será que ele quer?
Irmã Léia: É lógico! Ele quer nos estuprar.
Irmã Maria: Oh, não! Se continuarmos neste ritmo ele vai nos alcançar, no máximo em 15 minutos.
O que vamos fazer?
Irmã Léia: A única coisa Lógica a fazer é andarmos mais rápido!!!
Irmã Maria: Não está funcionando.
Irmã Léia: Claro que não! Ele fez a única coisa lógica a fazer, ele também começou andar mais rápido.
Irmã Maria: E agora, o que devemos fazer? Ele nos alcançará em 1 minuto!
Irmã Léia: A única coisa lógica que nos resta fazer, é nos separar! Você vai para aquele lado
e eu vou pelo outro. Ele não poderá seguir-nos as duas, ao mesmo tempo.
Então, o homem decidiu seguir a Irmã Léia.
A Irmã Maria chegou ao convento, preocupada com o que poderia ter acontecido à Irmã Léia.
Passado um bom tempo, eis que chega a Irmã Léia.
Irmã Maria: Irmã Léia ! !! Graças a Deus você chegou! Me conte o que aconteceu!!!
Irmã Léia: Aconteceu o lógico. O homem não podia seguir-nos as duas, então ele optou por me seguir.
Irmã Maria: Então, o que aconteceu?
Irmã Léia: O lógico, eu comecei a correr o mais rápido que podia e ele correu o mais rápido que ele podia, também...
Irmã Maria: E então?....
Irmã Léia: Novamente aconteceu o lógico: ele me alcançou.
Irmã Maria: Oh, meu Deus! O que você fez?
Irmã Léia: Eu fiz o lógico: levantei meu hábito.
Irmã Maria: Oh, Irmã Léia!!!! E o que o homem fez ?
Irmã Léia: Ele, também, fez o lógico: abaixou as calças.
Irmã Maria: Oh, não!!!!! O que aconteceu depois?
Irmã Léia: Não é óbvio, Irmã Maria? Uma freira com o hábito levantado consegue correr muito mais rápido do que um homem com as calças abaixadas !!!!

SE VOCÊ PENSOU EM OUTRO FIM PARA A HISTÓRIA, REZE:
188 AVE- MARIAS E 309 PAI-NOSSOS

SEU PERVERTIDO !!!!

PEÇA A DEUS PARA LIMPAR SUA MENTE POLUÍDA.

PODE COMEÇAR A REZAR ...

Animator vs Animation

Gostei muito da animação! Simples, mas criativa!

Apressadinho

O guarda duma cidade do interior parou um carro que ia a mais de cem por hora.
- Mas, seu guarda... eu posso explicar...
- Quieto! Vou deixar você dasacelerar um pouco no xadrez, enquanto espera o delegado pra se explicar!
Depois de algumas horas, o guarda vai ver o sujeito detido e fala:
- Você tá com sorte, rapaz... Hoje o delegado deve chegar de bom humor porque tá casando a filha dele...
- Pois é... acontece que eu sou o noivo!

Problema sexual

O cara chega ao médico e conta:
- Doutor, eu estou envergonhado... Não sei como lhe dizer... Mas a verdade é que estou com um problema sexual grave. Minha mulher não levanta mais meu p*u de jeito nenhum...
- Muito bem... Volte amanhã com ela!
Quando o paciente volta no dia seguinte com a esposa, o doutor diz:
- Senhora, por favor, tire suas roupas e deite-se ali!
Dali a pouco, o médico chama o marido num canto e diz:
- O senhor não tem nenhum problema. Ela não consegui levantar nem o meu p*u!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Links

Cachorro Ninja

A mulher chegou ao canil resolvida a comprar um cão de guarda, fazendo uma surpresa ao seu marido que tinha muito medo que lhe roubassem a casa, e perguntou ao funcionário :
- Senhor, qual o melhor cão de guarda que eu posso comprar?
- A senhora pode comprar um dos nossos cães treinados para proteger as casas.
- Quanto custa esse cachorro?
- A bagatela de R$ 900,00.
- Tudo isso ! Que absurdo!
- Bom nós temos em promoção este cachorro aqui por R$ 100,00.
- Que coisa horrível! Esse cachorro é rabugento! não protegeria minha casa!
- Mas minha senhora, este é o cachorro Ninja!
- O que?????
- Eu lhe darei uma demonstração. A senhora esta vendo aquela porta?
- Sim.
- NINJA, A PORTA!!!!!
O Cachorro partiu para cima da porta e destruiu a porta.
- NINJA, A GELADEIRA!!!!!
O Cachorro partiu novamente e acabou com a geladeira.
- Oh! Isso é incrível! Vou leva-lo!!!!
Ao chegar em casa...
- Meu amor! Comprei um cão de guarda para nossa casa.
- Que isso que cachorro horrível!!!! Quanto custou?
- Apenas R$ 100,00.
- O que você esta louca?!?!
- Mas amor este é um cachorro Ninja!
- NINJA?????? NINJA O CACETE!!!!!!!!!!
- AAAAARRRRRRGGGGGHHHHHH!!!!!!!!!!!!

Fonte: http://www.1001inutilidades.com.br/

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Humortífero

A net tem muita porcaria, muito blogueiro sacana. Dia desses um filho da p... filho de Deus copiou meu blog quase inteiro (sem dar nenhum crédito, lógico) e ainda veio pedir parceria. Ah, tenha dó! Não vejo problema nenhum em copiar coisas interessantes de outros blogs, desde que sejam dados os devidos créditos.

Em compensação (tive que olhar essa palavra no dicionário) existe muito blog bom por aí. Exemplo disso é o Humortífero. Blog criativo, original e engraçado. Segue uma piadinha publicada por lá:


Três amigos estão no bar e um deles resolve falar de seu desempenho com a sua mulher na noite passada, e começa:

-Ontem eu massageei minha mulher com um azeite de oliva finíssimo, fizemos amor e fiz ele gritar por 5 minutos.

-Isso não é nada. -Responde o outro-Eu massageei a minha mulher com um bálsamo afrodisíaco, fizemos amor e fiz ela gritar por 15 minutos seguidos.

-Bando de imprestáveis-Responde o terceiro-Eu massageei o corpo de minha mulher com uma manteiga de búfala especial, fizemos amor e fiz ela gritar por 6 horas seguidas.

-Quê Isso! O que você fez para ela gritar tanto?

-Esfreguei as mãos nas cortinas.


O mais legal é a imagem usada no cabeçalho (clique para ampliar)



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Imoralidade

O caipira moralista comenta com um conhecido:
- Pois é, Cidão... Este mundo véio tá perdido! Agora de pouco vi um minino trepando com uma cabrita. Que pouca vergonha!
- Pois é! Essa molecada não toma jeito mesmo! - concorda o outro.
E o puritano continua:
- E dispois, vi um véio de oitenta anos batendo punheta!
- E ocê queria que ele corresse atrás de cabrita nessa idade?

Boa desculpa

- Jaiminho, você foi reprovado em todas as matérias?
E o moleque:
- A culpa não foi minha, papai! É que o menino que senta ao meu lado ficou doente e não fez as provas...

Diálogo???

Um sujeito casado comenta com um amigo:
- Não falo com a minha esposa há mais de um ano...
- Nossa, por quê?
- É que não gosto de interrompê-la...

Tenha fé!

Jesus caminhava pelas ruas de Jericó, quando um homem se aproxima chorando.
- Por que choras, homem? - perguntou-lhe Jesus.
- Choro porque sou cego.
- Tenhas fé e poderás ver! - disse-lhe Jesus. E o cego viu.
Em seguida, um outro homem se aproximou chorando.
- Por que choras, home?
- Choro porque sou coxo.
- Tenhas fé e poderás andar! - disse-lhe Jesus. E o coxo andou.
Nisso, aproxima-se um outro homem.
- Por que choras, homem?
E o homem não respondeu.
- Por que choras, homem?
E o homem continuou calado.
- Se não me disseres o teu problema, não poderei te curar!
Vendo que o homem continuava em silêncio, Jesus foi embora.
E o coitado do surdo continuou surdo.

Pedindo informação

Um gago para numa banca de revistas e pergunta ao jornaleiro:
- Por fafafavovorr, ondede fifica a escococola de gagos popopor aqui?
O jornaleiro responde:
- Para que você quer uma escola de gagos, se você já fala gago tão bem?

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Nutiça

Polícia alemã prende bandido graças a um salame

Durante seu 20º assalto, ladrão mordeu um salame e deixou o resto no local do crime.
Peritos pegaram a saliva, isolaram o DNA e chegaram ao suspeito, um romeno de 37 anos.

Fonte:
G1

PS: só lá mesmo.

Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda?

Recebi esse texto por e-mail e adorei. Só desconfiei da autoria informada (Carlos Drummond de Andrade). Fui, então, ao tio Google, que tudo sabe, tudo vê e tudo ensina, e descobri que o texto é de Felipe Peixoto Braga Netto (1973). Ele afirma que não é jornalista, não é publicitário, nunca publicou crônicas ou contos, não é, enfim, literariamente falando, muita coisa, segundo suas palavras. Mora em Belo Horizonte e ama Minas Gerais. Ele diz que nunca publicou nada, mas a crônica apresentada abaixo foi extraída do livro "As coisas simpáticas da vida", Landy Editora, São Paulo (SP) - 2005, pág. 82.


Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda?

Felipe Peixoto Braga Netto

''Minas não é palavra montanhosa.
É palavra abissal. Minas é dentro
E fundo”

Carlos Drummond de Andrade


Gente, simplificar é um pecado. Se a vida não fosse tão corrida, se não tivesse tanta conta para pagar, tantos processos — oh sina — para analisar, eu fundaria um partido cuja luta seria descobrir as falas de cada região do Brasil.

Cadê os lingüistas deste país? Sinto falta de um tratado geral das sotaques brasileiros. Não há nada que me fascine mais. Como é que as montanhas, matas ou mares influem tanto, e determinam a cadência e a sonoridade das palavras?

É um absurdo. Existem livros sobre tudo; não tem (ou não conheço) um sobre o falar ingênuo deste povo doce. Escritores, ô de casa, cadê vocês? Escrevam sobre isto, se já escreveram me mandem, que espero ansioso.

Um simples" mas" é uma coisa no Rio Grande do Sul. É tudo menos um "mas" nordestino, por exemplo. O sotaque das mineiras deveria ser ilegal, imoral ou engordar. Porque, se tudo que é bom tem um desses horríveis efeitos colaterais, como é que o falar, sensual e lindo (das mineiras) ficou de fora?

Porque, Deus, que sotaque! Mineira devia nascer com tarja preta avisando: ouvi-la faz mal à saúde. Se uma mineira, falando mansinho, me pedir para assinar um contrato doando tudo que tenho, sou capaz de perguntar: só isso? Assino achando que ela me faz um favor.

Eu sou suspeitíssimo. Confesso: esse sotaque me desarma. Certa vez quase propus casamento a uma menina que me ligou por engano, só pelo sotaque.

Mas, se o sotaque desarma, as expressões são um capítulo à parte. Não vou exagerar, dizendo que a gente não se entende... Mas que é algo delicioso descobrir, aos poucos, as expressões daqui, ah isso é...

Os mineiros têm um ódio mortal das palavras completas. Preferem, sabe-se lá por que, abandoná-las no meio do caminho (não dizem: pode parar, dizem: "pó parar". Não dizem: onde eu estou?, dizem: "ôndôtô?"). Parece que as palavras, para os mineiros, são como aqueles chatos que pedem carona. Quando você percebe a roubada, prefere deixá-los no caminho.

Os não-mineiros, ignorantes nas coisas de Minas, supõem, precipitada e levianamente, que os mineiros vivem — lingüisticamente falando — apenas de uais, trens e sôs. Digo-lhes que não.

Mineiro não fala que o sujeito é competente em tal ou qual atividade. Fala que ele é bom de serviço. Pouco importa que seja um juiz, um jogador de futebol ou um ator de filme pornô. Se der no couro — metaforicamente falando, claro — ele é bom de serviço. Faz sentido...

Mineiras não usam o famosíssimo tudo bem. Sempre que duas mineiras se encontram, uma delas há de perguntar pra outra: "cê tá boa?" Para mim, isso é pleonasmo. Perguntar para uma mineira se ela tá boa, é como perguntar a um peixe se ele sabe nadar. Desnecessário.

Há outras. Vamos supor que você esteja tendo um caso com uma mulher casada. Um amigo seu, se for mineiro, vai chegar e dizer: — Mexe com isso não, sô (leia-se: sai dessa, é fria, etc).

O verbo "mexer", para os mineiros, tem os mais amplos significados. Quer dizer, por exemplo, trabalhar. Se lhe perguntarem com o que você mexe, não fique ofendido. Querem saber o seu ofício.

Os mineiros também não gostam do verbo conseguir. Aqui ninguém consegue nada. Você não dá conta. Sôcê (se você) acha que não vai chegar a tempo, você liga e diz:

— Aqui, não vou dar conta de chegar na hora, não, sô.

Esse "aqui" é outro que só tem aqui. É antecedente obrigatório, sob pena de punição pública, de qualquer frase. É mais usada, no entanto, quando você quer falar e não estão lhe dando muita atenção: é uma forma de dizer, olá, me escutem, por favor. É a última instância antes de jogar um pão de queijo na cabeça do interlocutor.

Mineiras não dizem "apaixonado por". Dizem, sabe-se lá por que, "apaixonado com". Soa engraçado aos ouvidos forasteiros. Ouve-se a toda hora: "Ah, eu apaixonei com ele...". Ou: "sou doida com ele" (ele, no caso, pode ser você, um carro, um cachorro). Elas vivem apaixonadas com alguma coisa.

Que os mineiros não acabam as palavras, todo mundo sabe. É um tal de bonitim, fechadim, e por aí vai. Já me acostumei a ouvir: "E aí, vão?". Traduzo: "E aí, vamos?". Não caia na besteira de esperar um "vamos" completo de uma mineira. Não ouvirá nunca.

Na verdade, o mineiro é o baiano lingüístico. A preguiça chegou aqui e armou rede. O mineiro não pronuncia uma palavra completa nem com uma arma apontada para a cabeça.

Eu preciso avisar à língua portuguesa que gosto muito dela, mas prefiro, com todo respeito, a mineira. Nada pessoal. Aqui certas regras não entram. São barradas pelas montanhas. Por exemplo: em Minas, se você quiser falar que precisa ir a um lugar, vai dizer:

— Eu preciso de ir.

Onde os mineiros arrumaram esse "de", aí no meio, é uma boa pergunta. Só não me perguntem. Mas que ele existe, existe. Asseguro que sim, com escritura lavrada em cartório. Deixa eu repetir, porque é importante. Aqui em Minas ninguém precisa ir a lugar nenhum. Entendam... Você não precisa ir, você "precisa de ir". Você não precisa viajar, você "precisa de viajar". Se você chamar sua filha para acompanhá-la ao supermercado, ela reclamará:

— Ah, mãe, eu preciso de ir?

No supermercado, o mineiro não faz muitas compras, ele compra um tanto de coisa. O supermercado não estará lotado, ele terá um tanto de gente. Se a fila do caixa não anda, é porque está agarrando lá na frente. Entendeu? Deus, tenho que explicar tudo. Não vou ficar procurando sinônimo, que diabo. E não digo mais nada, leitor, você está agarrando meu texto. Agarrar é agarrar, ora!

Se, saindo do supermercado, a mineirinha vir um mendigo e ficar com pena, suspirará:

— Ai, gente, que dó.

É provável que a essa altura o leitor já esteja apaixonado pelas mineiras. Eu aviso que vá se apaixonar na China, que lá está sobrando gente. E não vem caçar confusão pro meu lado.

Porque, devo dizer, mineiro não arruma briga, mineiro "caça confusão". Se você quiser dizer que tal sujeito é arruaceiro, é melhor falar, para se fazer entendido, que ele "vive caçando confusão".

Para uma mineira falar do meu desempenho sexual, ou dizer que algo é muitíssimo bom (acho que dá na mesma), ela, se for jovem, vai gritar: "Ô, é sem noção". Entendeu, leitora? É sem noção! Você não tem, leitora, idéia do tanto de bom que é. Só não esqueça, por favor, o "Ô" no começo, porque sem ele não dá para dar noção do tanto que algo é sem noção, entendeu?

Ouço a leitora chiar:

— Capaz...

Vocês já ouviram esse "capaz"? É lindo. Quer dizer o quê? Sei lá, quer dizer "tá fácil que eu faça isso", com algumas toneladas de ironia. Gente, ando um péssimo tradutor. Se você propõe a sua namorada um sexo a três (com as amigas dela), provavelmente ouvirá um "capaz..." como resposta. Se, em vingança contra a recusa, você ameaçar casar com a Gisele Bundchen, ela dirá: "ô dó dôcê". Entendeu agora?

Não? Deixa para lá. É parecido com o "nem...". Já ouviu o "nem..."? Completo ele fica:

- Ah, nem...

O que significa? Significa, amigo leitor, que a mineira que o pronunciou não fará o que você propôs de jeito nenhum. Mas de jeito nenhum. Você diz: "Meu amor, cê anima de comer um tropeiro no Mineirão?". Resposta: "nem..." Ainda não entendeu? Uai, nem é nem. Leitor, você é meio burrinho ou é impressão?

A propósito, um mineiro não pergunta: "você não vai?". A pergunta, mineiramente falando, seria: "cê não anima de ir"? Tão simples. O resto do Brasil complica tudo. É, ué, cês dão umas volta pra falar os trem...

Certa vez pedi um exemplo e a interlocutora pensou alto:

— Você quer que eu "dou" um exemplo...

Eu sei, eu sei, a gramática não tolera esses abusos mineiros de conjugação. Mas que são uma gracinha, ah isso lá são.

Ei, leitor, pára de babar. Que coisa feia. Olha o papel todo molhado. Chega, não conto mais nada. Está bem, está bem, mas se comporte.

Falando em "ei...". As mineiras falam assim, usando, curiosamente, o "ei" no lugar do "oi". Você liga, e elas atendem lindamente: "eiiii!!!", com muitos pontos de exclamação, a depender da saudade...

Tem tantos outros... O plural, então, é um problema. Um lindo problema, mas um problema. Sou, não nego, suspeito. Minha inclinação é para perdoar, com louvor, os deslizes vocabulares das mineiras.

Aliás, deslizes nada. Só porque aqui a língua é outra, não quer dizer que a oficial esteja com a razão. Se você, em conversa, falar:

— Ah, fui lá comprar umas coisas...

— Que' s coisa? — ela retrucará.

Acreditam? O plural dá um pulo. Sai das coisas e vai para o que.

Ouvi de uma menina culta um "pelas metade", no lugar de "pela metade". E se você acusar injustamente uma mineira, ela, chorosa, confidenciará:

— Ele pôs a culpa "ni mim".

A conjugação dos verbos tem lá seus mistérios, em Minas... Ontem, uma senhora docemente me consolou: "preocupa não, bobo!". E meus ouvidos, já acostumados às ingênuas conjugações mineiras. nem se espantam. Talvez se espantassem se ouvissem um: "não se preocupe", ou algo assim. A fórmula mineira é sintética. e diz tudo.

Até o tchau. em Minas. é personalizado. Ninguém diz tchau pura e simplesmente. Aqui se diz: "tchau pro cê", "tchau pro cês". É útil deixar claro o destinatário do tchau. O tchau, minha filha, é prôcê, não é pra outra entendeu?

Deve haver, por certo, outras expressões... A minha memória (que não ajuda muito) trouxe essas por enquanto. Estou, claro, aberto a sugestões. Como é uma pesquisa empírica, umas voluntárias ajudariam... Exigência: ser mineira. Conversando com lingüistas, fui informado: é prudente que tenham cabelos pretos, espessos e lisos, aquela pele bem branquinha... Tudo, naturalmente, em nome da ciência. Bem, eu me explico: é que, características à parte, as conformações físicas influem no timbre e som da voz, e eu não posso, em honrados assuntos mineiros, correr o risco de ser inexato, entendem?

E-Mails: felipepeixoto@oi.com.br

Fonte: Releituras (muito bom o site!)

PS: não custa nada pesquisar um pouquinho e dar os créditos pra quem realmente merece!

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Piadas do Karlynhos

Copio mesmo, Karlynhos! Ahauahauahuaahua

Duas loiras conversavam no cabeleireiro:
- Menina, estou exausta! Ontem fui ao Shopping e você não sabe o que aconteceu ... acabou a força justo na hora em que eu estava na escada rolante! Levou três horas para voltar a luz e eu tive que ficar lá, em pé, esperando.
- Poxa, parece que você não pensa. Você estava na escada rolante, não estava?
- Estava.
- Lá tinha degrau, não tinha?
- Tinha.
- Dãããã!!!!!! Então porque você não sentou, sua burra!

A filha entra no escritório do pai, com o marido a tiracolo e indaga sem rodeios:
- Papai, por que você não coloca meu marido no lugar do seu sócio que acaba de falecer?
O pai responde de pronto:

- Conversa com o pessoal da funerária. Por mim tudo bem.

Fonte: O Último.

Quebra-molas quebra-playboy

Vi esse vídeo por aí já faz um tempinho, e agora achei ele no Haznos. Com certeza é fake, mas é bem bolado. Todos os velhinhos deveriam agir assim. Ia ter muito playboy se ferrando. Hehehehe

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Maverick

O cara estava andando com seu Maverick à 180km/h, quando de repente se vê de cara com uma blitz. Ele freia bruscamente, puxa o freio de mão e entra dando um cavalo de pau como se o carro fosse um simples brinquedo. Depois de alguns segundo o policial chega até o veículo batendo palma e diz:

- Boniiiiiiiiiiiiiito!

O rapaz responde:

- Bonito e veloz!!!

O policial pergunta à esposa do rapaz:

- Ele é bobo assim mesmo?

A esposa retruca:

- Só quando está bêbado.

O policial fica indignado com o acontecido, porém ainda calmo pergunta:
- Amigo, cadê o cinto de segurança?

O rapaz responde na maior ingenuidade:

Está amarrando um botijão de gás ali no banco de trás.

O policial então solta um comentário:

- Olha assim amigo vou ter que tirar sua carteira.

O rapaz responde todo alegre:

- Não acredito! Faz 3 anos que tento tirar a porcaria da carteira e não consigo!!!
Como bom brasileiro, o sujeito chama o policial e pede para livrar ele dessa. O guarda, cansado de faturar, decide deixar o rapaz seguir viagem...

Então quando o policial acaba de chegar ao posto policial o rapaz chega correndo, esbaforido e diz:

- O senhor teria a bondade de me arrumar 10 litros de gasolina e depois dar um empurrãozinho no carro para ele pegar no tranco?

Very Funny Cats

Nem gosto de gatos, mas adorei o vídeo!

Carta de ex para ex

Querida,


Escrevo para dizer que vou lhe deixar.

Fui bom marido por 7 anos.

As duas últimas semanas foram um inferno.

O seu chefe me chamou para dizer que você tinha pedido demissão e isto foi a última gota.
Na semana passada, nem notou que não assisti ao futebol.
Te levei no restaurante que mais gosta.
Chegou em casa, nem comeu e foi dormir depois da novela.
Não diz que me ama, nunca mais fizemos sexo.

Está me enganando ou não me ama mais.
PS. Se quiser me encontrar, desista.

A Júlia, aquela sua "melhor amiga" da academia e eu vamos viajar para o nordeste e vamos nos casar!
Seu Ex-marido.


Resposta:
Querido ex-marido,
Nada me fez mais feliz do que ler sua carta.

É verdade, ficamos casados por 7 anos, mas dizer que você foi um bom marido é exagero.
Vejo a novela para não lhe ouvir resmungar a toda hora, não valia a pena. Realmente reparei que não assistiu futebol, mas com certeza, foi pq seu time tinha perdido e vc estava de mau humor.
A churrascaria deve ser a preferida da minha amiga Júlia, pois não como carne há dois anos.
Fui dormir porque vi que a cueca estava manchada de batom.

Rezei para que a empregada não visse.
Depois de tudo isto, eu ainda o amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas.

Assim quando descobri que eu tinha ganhado na Loteria, deixei o meu emprego e comprei dois bilhetes de avião para o Taiti, mas quando cheguei em casa você já tinha ido. Fazer o quê?
Tudo acontece por alguma razão.

Espero que você tenha a vida que sempre sonhou.
O meu advogado me disse que devido à carta que você escreveu, não terá direito a nada. Portanto, se cuida!


PS. Não sei se lhe disse mas Julia, minha "melhor amiga", está grávida do Jorginho, nosso personal. Espero que isto não seja um problema...
Ass: Milionária, Gostosona e Solteira.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Este blog vale a pena conferir

Mais prêmios! Como diz Kenji, pena que não é dinheiro. Hehehe. Os parceiros BF City e NerdiSpot indicaram o Um Cadim di Tudu para receber o selo "Este blog vale a pena conferir".

Repasso para os parceiros:

Mujahedeens (que acabou de premiar o Um Cadim di Tudu com o selo "My blog has Total Force", já recebido anteriormente).

Coisas e Tralhas (não sei se o Mutumutum vai responder, mas o blog é excelente, e não pode ficar fora das indicações).

Porta-Treco Net (preciso dizer que é bom?)


A eterna guerra dos sexos

M: Por que vocês mijam fora do vaso?
H: Se você olhasse bem, veria que o orifício peniano não é redondo, o jato nem sempre vai para onde o pau está apontado. Além disso, às vezes, esse buraquinho fica meio grudado, gerando uma dispersão de jatos.

M: Por que vocês sempre deixam um pentelho na borda do vaso?
H: Para marcar território.

M: Por que vocês nunca esfregam o clitóris da gente no lugar certo?
H: Só de sacanagem!

M: Por que vocês não sabem onde fica o ponto G?
H: Ponto o quê?

M: Por que vocês adoram transar por trás?
H: Para poder continuar assistindo TV.

M: Por que vocês pegam vídeo de sacanagem sem história?
H: Pela sacanagem, ora! É como ver os gols do fantástico sem precisar assistir ao jogo todo.

M: Por que a fantasia dos homens é transar com a nossa melhor amiga?
H: Na verdade, é com TODAS as suas amigas.

M: Porque os homens estão sempre com os músculos da bunda contraídos?
H: Para não peidar quando a barriga fica batendo nas nádegas das
parceiras.

M: Por que vocês empurram a cabeça de gente pra baixo quando querem um boquete?
H: Porque se pedirmos vocês não fazem.

M: Por que vocês querem ir pra cama no primeiro encontro?
H: Objetividade.

M: Por que vocês ficam putos se a gente não dá no primeiro encontro?
H: Detestamos falta de objetividade.

M: Por que vocês vão embora logo depois de transar com a gente?
H: Sempre passa alguma coisa legal na TV de madrugada…

M: Por que os homens acreditam quando a gente finge que goza?
H: E só para vocês sentirem ao menos um prazer: o de nos enganar.

M: Por que vocês gostam mais de cerveja gelada que de mulher?
H: 1. Cerveja está sempre molhadinha.

2. Cerveja não reclama quando estamos assistindo ao jogo.

3. Cerveja não pede para a gente ver filmes tipo “Love Story”.

4. Cerveja não tem mãe.

5. Quando acabamos de beber a cerveja, podemos jogar ela fora.

6. Cerveja não liga se a gente olha para outra cerveja.
Entendeu?

M: Por que vocês gostam de ouvir que o pau de vocês é o máximo?
H: E não é? Ainda mais para você, que não tem.

M: Por que vocês contam pros amigos que nos comeram?
H: Metade do prazer está em contar.

M: Por que os homens não reparam que estamos de lingerie nova?
H: Vocês vivem reclamando que a gente só liga para a beleza externa!

M: Por que os homens ficam cheios de dedos quando a gente pede um tapa na hora da transa?
H: O que a gente gosta mesmo é bater por que quer, e não por que vocês pedem.

M: Por que os homens gostam de olhar para outras mulheres na rua?
H: Você acha que só você é gostosa???

M: Por que os homens avisam quando vão gozar?
H: Se você não tomou anticoncepcional o problema será todo seu.

M: Por que os homens gostam de chamar a gente de “minha putinha”?
H: Pra me lembrar que não terei que pagar.

M: Por que os homens têm ciúmes dos nossos amigos homens?
H: Porque eles só pensam em comer vocês. Todos nós somos assim.

M: Por que os homens adoram coçar o saco?
H: É que nem arrotar e cuspir no chão. Vai dizer que você nunca teve vontade?

M: Por que os homens detestam beijar a gente quando estamos de batom?
H: Porque ficamos parecendo o Bozo.

M: Por que vocês acordam de pau duro?
H: Porque, em geral, sonhamos com outras mulheres.

M: Por que os homens estão sempre ajeitando o pênis nas calças?
H: Porque cada um tem a posição preferida, e no decorrer do dia ele vai se deslocando, exigindo um imediato reposicionamento.

M: E por que, meu Deus, vocês sempre desarrumam os malditos tapetinhos do banheiro?
H: Tapetinho arrumado é coisa de viado!

Fonte: Humortalha

PS: nem todos os homens são assim, né amor? (é o que eu espero... hehehe)

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Voltando...

Estou de volta!
E viva!
E feliz!

Novos posts em breve. Devagarinho, porque ainda tô com sono. Rs.

Ah!!! Eu, como a maioria das pessoas, tive que ir ao banco hoje. As contas não se importam com a ressaca alheia. Eis que, enquanto estava na fila, chega uma criatura querendo saber se já tinha saído o pagamento do estado. Alguém respondeu que não, e o cara ficou admirado que tantas pessoas estivessem na fila, já que não tinha saído o pagamento do estado. Hellooooooo! Caixa eletrônico serve pra muito mais coisa!!!

Outra coisa! Muito obrigada pelos parabéns!!!

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Carnaval

Como eu também sou filha de Deus, estou indo viajar hoje. Antes tarde do que nunca. Hehehe.

Então desejo um excelente carnaval a todos!

Ah!!! Amanhã é meu aniversário. Podem deixar os parabéns! Hihihi

No mais, vou deixando algumas imagens por aqui. Já sabem: cliquem para ampliar.









 
© 2007 Template feito por Templates para Você